Juliana escreve
408
paged,page-template,page-template-blog-large-image-with-dividers,page-template-blog-large-image-with-dividers-php,page,page-id-408,page-parent,paged-7,page-paged-7,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-1.0

Perfeição, nada mais do que isso. Ter uma boa companhia não é fácil de encontrar, unir com paisagens sempre se desdobram como deliciosas cartas no baralho. O riso funciona com regularidade. O equilíbrio de energias, a inspiração e expiração também. Limpa e bela era a praia,...

Há alguns anos atrás quando dava entrada nos papéis de casamento no fórum, a servidora indagou algumas informações para dispor no documento do casório. Animados, até então apaixonados e decididos sobre o nosso futuro respondíamos sem titubear sobre os dados questionados, exceto quando a pergunta...

Vô, Eu sei que já prometi que não escreveria mais cartas, até afirmei isso publicamente para tentar frear esses desejos instintivos dessa humilde escritora. Estou sendo falha, conscientemente falha, me perdoe. Hoje talvez seja véspera de outro dia qualquer, eu fico daqui amuada entre o meu quarto...

Após convidar um pintor que já trabalha comigo há bastante tempo, fomos aos detalhes: - Do que precisa, doutora? - Então, estou querendo substituir esse azul por branco, o friso por dourado e o ‘encardido desbotado’ por um marrom-claro que se chama areia. Algumas sugestões e acordos firmados sobre...

Quantas pessoas entram e saem sem pedir licença e não faz a menor diferença? Muitas, talvez. Eu diria a grande maioria. Tem outras que começam a ser a nossa sub pele, sabe? São pessoas que precisamos correr para contar os nossos projetos, vão ponderar, e que...

A maioria dos casais não escolhe namorar quando se conhece, tampouco já dá o primeiro beijo pensando nos filhos resultantes daquele ato, ou depois da primeira conversa sai anunciando o pretendente como o marido/esposa até o fim dos dias. Começamos a intuir que aquele investimento vai...

Como nos proteger de uma doença que assola sem dó nem piedade, e cada vez mais mutante. O governo entrega dezenas de insinuações possíveis sobre o caso; os hospitais acolhem os doentes a torto e a direita, que se antes já sofriam com superlotações e...

Tornamo-nos independentes, essa é a verdade. Não precisamos de motorista, de trocador de lâmpada ou de acompanhante no estádio. Sem autorizações para o trabalho externo ou uma viagem inesperada. Somos mais machos do que muitos machos por aí. E não falo apenas de força física, eu...