Juliana escreve
408
paged,page-template,page-template-blog-large-image-with-dividers,page-template-blog-large-image-with-dividers-php,page,page-id-408,page-parent,paged-8,page-paged-8,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-1.0

2015 começou com os insuportáveis livros de colorir, uma febre estressante para quem buscava um refúgio. Uma distração de burguês: lápis de colorir Faber-Castell com 30 cores em dégradé de cinza, 26 de tons pasteis e 68 de cores vibrantes, livros caros que remetiam a...

Ao que parece 2015 será um ano marcado por grandes tragédias, e por pessoas querendo medir o tamanho de cada uma delas, culpando a ausência de proteção divina sobre atitudes irracionalmente humanas. No início do ano um avião destruiu primariamente 150 vidas, nos Alpes Franceses, consequentemente,...

Foi-se o tempo me que eu me entregava ao amor com as vistas vendadas. Quando mais nova eu tinha o romantismo como uma religião. Fechava os olhos e sonhava acordada com amor sendo devolvido na mesma proporção. Sentia o frio na barriga toda vez que...

Tive a honra e o carinho de ser convidada pelo competentíssimo Diego Raniery para contribuir no mini curso "O fazer literário nas redes sociais" da Terceira feira do livro da UESC. Uma turma curiosa e atenciosa sobre essa humilde escritora. Ao final de tudo, eu afirmo é...