Juliana escreve
408
paged,page-template,page-template-blog-large-image-with-dividers,page-template-blog-large-image-with-dividers-php,page,page-id-408,page-parent,paged-9,page-paged-9,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-1.0

Vovô tinha cabelos além de brancos, eram alvos, muito finos e em sua cabeça algumas partes eles já tinham desaparecido. Comecei a cortar o cabelo de vovô quando nem sabia atravessar a rua sozinha. No início desenhava um mosaico em sua cabeça, ele não me...

O meu amor pelo tempo tem sido colocado em questão com frequência. Vive exigindo prazos, metas e apontamentos. Aos 20 te cobram a faculdade, aos 30 uma vida encaminhada profissionalmente, aos 40 a família perfeita, e se nada disso se encaixar no roteiro, o maldito...

Nasce uma mãe quando dois riscos no exame da farmácia sinalizam uma gravidez, confirmada pelo ultrassom com os primeiros batimentos cardíacos, a emoção apenas acumula, explodindo no primeiro choro do bebê. Ao abrir de olhos no nascimento de um filho, nasce imediatamente uma empreiteira: - Restaurante delivery,...

Era para ser mais uma roupa no armário. Mesmo que escolhida carinhosamente na boutique, jamais haveria possibilidade de imaginar as boas sensações que adviriam daquela peça: era um vestido que tinha superpoderes, sobre quem vestia e quem admirava. Um tubinho preto, que parecia ter sido...

A primeira vez que o amor rangeu os dentes em minha direção eu não me movi. Era platônico, diga-se de passagem, tinha dois anos a menos que quinze. Escondia minhas paixões dentro dos cadernos, com nomes desenhados no interior de corações e olhares envergonhados. Sempre...

Comecei a amar Ipês amarelos a partir Rubem Alves, nunca tinha lido alguém com tamanha doçura e cuidado para falar apenas de uma árvore. Mas não, nunca foram apenas árvores. Embarcava nas suas palavras como se enxergasse fotografias graciosas em minha mente. Caminhando rumo a Catedral...