Arquivos Crônica - Irreverência Baiana
15
archive,tag,tag-cronica,tag-15,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-1.0

A gente só precisa de quem nos faz bem perto de nós. Não importa se o parceiro é rotulado como machista, bolsominion ou mais forte que você. Se te respeita e te reconhece enquanto mulher, se brinda paz e o abraço lhe traz segurança, se...

Há pouco tempo eu era criança, sabia esconder os braços dentro da camisa da escola e dizer que havia perdido. Lembro bem que não gostava de ficar calçada, que tinha uma ansiedade enorme em poder ir correndo no outro dia bem cedo à rua, subir...

Cumpro a sina de toda mulher, levanto bandeiras, edifico reinos. Não aceito as evasões que me moldam, não abrigo revoluções desnecessárias e vivo ignorando as verdades absolutas. Lido continuamente entre uma corda fina diante um penhasco pela dor, medo, depressão, alterações hormonais, maquiagem escondendo as...

Há tempos venho observando o comportamento de  homens com vinte anos, e meninos com cinquenta. Alguns que abraçam cuidadosamente ocupações com ética e responsabilidade, e outros que vivem se aventurando em todos os segmentos de uma vida. Alguns que adquirem profissão, e outros que colecionam títulos. Alguns...

Comecei a amar Ipês amarelos a partir Rubem Alves, nunca tinha lido alguém com tamanha doçura e cuidado para falar apenas de uma árvore. Mas não, nunca foram apenas árvores. Embarcava nas suas palavras como se enxergasse fotografias graciosas em minha mente. Caminhando rumo a Catedral...

As suas mãos enrugadas ao segurar os poucos cabelos que ainda existiam mostravam sua preocupação. Seus olhos inquietos confessavam que a alma continuava de menino, apesar do corpo não corresponder na mesma velocidade. A pele ressecada e a dificuldade motora anunciava a sua velhice. Recentemente recebi...

Antes de embarcar rumo ao velho mundo buscava uma só palavra que definisse a minha ida. Caminhei pelas ruas de Paris em busca de uma expressão que traduzisse o que eu tinha ido fazer ali. Não encontrei. Quando saí de Biarritz - uma cidade litorânea...

Olhei para trás e enxerguei dois grandes amores na janela do aeroporto. Sol a pino e já conseguia sentir um frio incalculável na pista de pouso, era tão somente o amor que se distanciava fisicamente, mas emocionalmente intimamente ligados. Uma viagem demorada é sempre um grande...

Ainda com sono pela noite em claro, acordei e busquei o controle da televisão. Ao ser acionada, repórteres com ar de preocupação e um peso na fala. O sono foi embora e resolvi sentar à da beira cama. A notícia era exatamente assim: “EUA faz...

O sonho da caminhada nasce do desequilíbrio. Peregrinar é o ato de refletir na solidão. O equilíbrio é o caminho da segurança, ao mesmo tempo o mais difícil a ser trilhado. O caminho nasce com a tentativa de alinhar a razão e a emoção. A...